Os 6 sabores (rasas) na medicina Ayurvédica e a cura

Os 6 sabores (rasas) na Ayurveda –  Medicina Ayurvédica

Na filosofia Ayurvedica são reconhecidos nos alimentos qualidades e funções fundamentais para a saúde e para a cura, que na consciência alimentar ocidental típica não se reconhece nem se considera. Na Ayurveda, a alimentação e os 6 sabores ou Rasas, tem funções muito específicas, que devem estar bem presentes na consciência alimentar para que seja possível promover a saúde, equilíbrio e bem estar do corpo físico e do Ser como um todo.

Em Ayurveda, o alimento é classificado por atributos principais específicos que vão corresponder aos:

Estas identificações irão determinar se cada alimento irá ser benéfico ou maléfico para a saúde da pessoa, e de que forma específica e individual. Assim será possível perceber que, mesmo que um alimento, de uma forma geral, possa ser considerado saudável, poderá eventualmente não ser benéfico se agravar o dosha (constituição corporal da pessoa) mais acentuado da pessoa.

De acordo com a medicina Ayurvédica é incrivelmente importante que se considerem os 6 sabores (Rasas) ligados ao paladar da alimentação. Estes Rasas ou 6 sabores poderão representar uma fonte de cura ou desequilíbrio, de acordo com a insistência e frequência com que são ingeridos e com a constituição doshica específica da pessoa. O Rasa (o nome sânscrito para sabores) de cada alimento deve ser escolhido de acordo com a necessidades que a pessoa terá de equilibrar determinado dosha (constituição corporal), e os 6 sabores são:

  • Doce
  • Salgado
  • Amargo
  • Adstringente
  • Picante e
  • Ácido

Estes diversos significados apenas tem sentido ligado ao “gosto” de acordo com a tradição Ayurvédica. Rasa (sabor) representa assim, a essência da vida e tem interação e, embora não tenhamos grande consciência disso, afetam literalmente todos os aspectos do nosso Ser:

  • Estrutura molecular
  • Fisiologia
  • Estado da mente
  • Emoções e
  • Consciência

A Ayurveda vê o Rasa (sabor), ou gosto, como uma ferramenta terapêutica tremendamente poderosa que determina não só a forma como experimentamos a nossa alimentação, mas, finalmente, o sabor geral da nossa existência. O gosto é atribuído a um significado muito mais profundo em Ayurveda do que estamos acostumados no Ocidente; É considerado extremamente importante para determinar o efeito que vários alimentos, especiarias, ervas terapêuticas e experiências terão em nosso estado de equilíbrio – corpo, mente e espírito.

Na Filosofia Ayurveda recomenda-se que existam os 6 sabores (rasas) em cada refeição, no entanto de acordo com o Dosha predominante da pessoa deve-se reforçar os sabores que apaziguem os os Doshas em excesso e reforçar os sabores que estimulem o aumento dos Doshas em défice. Esta regra de considerar e conjugar os 6 sabores (rasas) em cada refeição, vai ajudar a equilibrar os doshas e a manter uma boa saúde e tratar de doenças.

Os 6 Sabores ou Rasas e os 5 elementos na Medicina Ayurvédica e a Cura

Cada sabor tem um efeito específico em determinado Dosha (tipo corporal na medicina ayurvédica).

Os sabores (Rasas) são contituidos pelos  5 elementos, tal como os doshas:

  • Eter
  • Ar
  • Fogo
  • Água e
  • Terra

Cada sabor terá um efeito específico num determinado Dosha (tipo corporal):

  • Vata
  • Pitta
  • Kapha

Quando os Doshas estão em desequilíbrio, estes 6 sabores podem ajudar a recuperar o seu equilíbrio, basta ingerir os alimentos com o sabor específico que ajudam determinado Dosha a ficar mais acentuado.

 

Rasa ou Sabor DescriçãoAgrava
DoceTerra + ÁguaBom para equilibrar Vata e Pitta. É o sabor mais consistente e nutritivo. Quando comido com moderação, promove longevidade, força, fluidos e tecidos corporais saudáveis.

Bom para ganhar peso, sua característica pesada, oleosa e húmida tem digestão lenta.

Kapha
ÁcidoTerra + FogoDiminui Vata, aumenta Pitta e Kapha

É melhor para a Vata por causa da natureza de terra e hidratante. Seu calor pode agravar Pitta e Kapha. Ele também adiciona sabor a alimentos, estimula a digestão, ajuda a equilibrar eletrólitos, limpa os tecidos e aumenta a absorção de minerais. No entanto, muito sal pode ter um impacto negativo no sangue e na pele.



Pitta + Kapha
SalgadoÁgua + FogoDiminui Vata, aumenta Pitta e Kapha

Estimula o apetite e saliva, equilibra suas propriedades leves, aquecedoras e oleosas. O gosto Salgado desperta os pensamentos e emoções, e pode melhorar o apetite, a digestão e a eliminação. Precisa ser comido com moderação, porque se comer em excesso, ele pode rapidamente levar a agressão no corpo.


Pita + Kapha
PicanteFogo + ArAumenta Vata e Pitta, diminui Kapha)

O fogo e o ar compõem o gosto picante, é o mais quente de todos os rasas e, estimula a digestão, melhora o apetite, limpa os seios, estimula a circulação sanguínea e aumenta os sentidos.

Vata + Pitta
AmargoAr + EterAumenta Vata, e diminui Pitta, Kapha

É considerado o mais suave e leve de todos os sabores. Por causa de suas qualidades leves, é altamente desintoxicante e pode ajudar a remover os resíduos do corpo. Alimentos amargos ajudar a purificação mental, libertando-o de paixões e emoções sensuais. É melhor para Pitta, Kapha, e menos benéfico para Vata.

Vata
Astringente Ar + Terra(aumenta Vata, diminui Pitta e Kapha)

O sabor adstringente é composto de ar e terra. É legal, seco e firme. Muitos feijões e legumes são adstringentes e podem causar gás, e é por isso que é um gosto que Vata deve comer com moderação. Pitta beneficia-se mais com a frieza do sabor adstringente, e os atributos de luz seca e leve equilibram o Kapha. Como alimentos amargos, alimentos generosos ajudarão mentalmente a purificar e fortalecê-lo.

Bananas verdes, uvas verdes, romãs, arandos, feijões verdes, brotos de alfafa e quiabo são todos os alimentos adstringentes.
Vata

 

 

Tudo o que se come tem três oportunidades de Interferir com o nosso organismo:

  • O 1º efeito – é o sabor que a língua diferencia da comida antes do início da digestão, quando ela se encontra na boca. Esse efeito chama-se rasa – o sabor.
  • O 2º efeito que ocorre durante a digestão chama-se virya – a energia. A comida quente aumenta a capacidade digestiva do corpo, libertando energia para outras actividades metabólicas. A comida fria necessita de energia adicional para ser digerida. Os intestinos obtêm essa energia do resto do corpo, o que conduz a reduzir outras actividades metabólicas.
  • O 3º efeito, vypaka – efeito pós-digestivo, é o que se produz após a digestão terminada, quando os nutrientes começam a formar parte do nosso corpo.

Efeitos dos 6 sabores (Rasas) depois de digeridos

  • O Rasa doce e o salgado têm tendência a produzir um efeito doce, agradável, nutritivo, que beneficia o nosso organismo.
  • O sabor ácido produz um efeito ácido no corpo, aumentando o desejo de novos nutrientes para digerir, mas sem acrescentar ou nutrir nada de nós próprios.
  • O sabor amargo e o picante, bem como o adstringente, produzem o picante que contribui para que os elementos físicos e mentais sejam consumidos e eliminados do corpo.
  • O amargo e adstringente reduzem Pitta, pois embora o seu efeito pós-digestivo seja picante ( que aumenta Pitta ) o seu sabor e energia frios compensam o picante produzido.

Este texto é meramente informativo e não constitui nem dispensa a consulta ou apoio de profissionais especializados.

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *